Festa com samba, pagode e chorinho: conheça esses três shows

Festa com Samba, pagode e chorinho. Juntos, esses três estilos ajudaram a popularizar a música brasileira, fazendo com que nossas canções conquistassem admiradores em todo o mundo.

Mas você sabe exatamente quais são as características que definem cada um desses estilos? No texto de hoje, você vai descobrir as principais diferenças entre eles e saber escolher o melhor grupo para animar sua festa!

 

Festa com samba

O samba é um ritmo que nasceu na Bahia, mas que não demorou a chegar até aos morros cariocas, quando ex-escravos passaram a viver no local. Se, no início, os primeiros encontros tinham o objetivo de festejar, pouco a pouco o ritmo evoluiu e a organização de desfiles se tornou mais importante do que o ato de dançar, pura e simplesmente.

Na roda de samba raiz, estão presentes instrumentos como o violão de cordas, pandeiro, cavaquinho, surdo e tamborim. A intenção é produzir um espetáculo em que todos se divertem, deixando de lado qualquer hierarquia.

Em um show de samba, são reverenciados grandes nomes que ajudaram a construir essa história, como a madrinha do samba, Beth Carvalho, que nos deixou recentemente, além de Demônios da Garoa, Adoniran Barbosa, Paulinho da Viola, Grupo Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, entre tantos outros.

Festa com pagode

Originalmente, o termo pagode não se referia a um estilo musical. Era a maneira, jocosa, com que os brancos se referiam as festas com presença de escravos, que aconteciam nas senzalas. Não demorou, no entanto, para que essa confraternização tomasse conta dos quintais.

Musicalmente, tudo começou com o Grupo de Quintal, considerado o pioneiro entre os grupos de pagode. No início, não existiam diferenças significativas com o samba, mas, com o passar do tempo, o pagode conquistou sua própria identidade.

Especialmente na década de 90, destaca-se a força do chamado pagode romântico, quando grupos de pagode como Só Pra Contrariar, Exaltasamba, Katinguelê e Raça Negra dominavam o topo das paradas. Nessa época, foram lançados sucessos como Cheia de Manias e Depois do Prazer.

Festa com Chorinho

Desses três estilos, o chorinho é o que ganhou força mais tarde no Brasil, quando a família Real portuguesa se estabeleceu em solo tupiniquim, logo após a proclamação da independência. Atraídos pelo desenvolvimento urbano, muitos músicos chegaram ou se formaram aqui.

Em meio a esse movimento de efervescência cultural, surgiram as primeiras composições próprias, que, no começo, se baseavam em releituras da produção europeia.

Fazendo uso do violão de sete cordas, do bandolim, flauta e percussão, um show de chorinho ou festa com samba e choro pode ter apenas músicas instrumentais ou performances cantadas, conforme a preferência do contratante.

Festa com Samba, Pagode e Chorinho em um único show?

A essa altura, você deve estar se questionando se é possível reunir clássicos do samba, pagode e chorinho em um único show. Tecnicamente, nada impede que a Apito de Mestre atenda a essa solicitação.

Por outro lado, vale lembrar que o nosso elenco é composto por artistas renomados, com comprovada ligação com o ritmo em que atuam. Em um único show, com elenco limitado, o artista pode ter que improvisar, o que ofuscaria a apresentação.

Conforme o porte do seu evento, entre em contato conosco e descubra como contratar os três formatos de shows para festas com samba: grupo de samba, grupo de pagode de mesa e roda de chorinho. Com certeza, não vai faltar alegria!